FLORA E FAUNA X
Restaurant de Campo Cerro Frias Patagonia

A Fazenda Alice, bem como o Cerro Frías, está coberta de vegetação característica da estepe patagônica. Por causa das escassas chuvas, que não superam os 300 mm anuais e os intensos ventos estivais não crescem árvores em regiões abertas. Embora, cresce uma grama dura muito espessa como o “coirón” (Festuca Pellescens) que predomina na região, alguns arbustos como o calafate (Berberis Buxifolia, Berberis Heterofilia), calafatillo (Berberis Empetrifolia) ou a mata negra (Verbena Tridens); e alguns sub-arbustos como o “neneo” (Mulinum Spinosum), a mata mora (Senecio Selaginoides Lobulatos) e a Paramela (Adesmia Boronioides), que é uma das únicas plantas aromáticas da região e com propriedades descongestionantes.

Os animais silvestres que moram na região são as lebres européias, que é a única espécie exótica, o guanaco (Lama guanicoe), o choique ou ema pequena, o tatu ou piche (Zaedyus pichiy), as raposas cinzas (Dusicyon griseus/Pseudalopex griseus), raposas vermelhas (Dusicyon culpaes/Pseudalopex culpaeus), o cangambá patagônico (Conepatus humboldtii), furões (Galictis Cuja) e pequenos furões (Lyncodon patagonicus), gato montês (Felis geoffroyi/Oncifelis geoffroyi) e pumas (Felis concolor) e nos bosques andino-patagônicos o cervo sul andino (Huemul) (Hippocamelus bisulcus), que é o cervo autóctone.